Depressão - Caso Blogueira Alinne Araujo

quarta-feira, julho 17, 2019
Olá Belas, vamos falar de um assunto bem sério hoje, algo bem delicado, que aos olhos de muitas pessoas ainda é considerado frescura, vamos falar da Depressão.
Uma doença silenciosa, que tem atingindo cada vez mais pessoas, vem acabando com vidas como a da jovem influenciadora Alinne Araujo, que se casou consigo mesma após o noivo terminar a relação apenas um dia antes da cerimônia.
Alinne tinha apenas 24 anos, era estudante de Psicologia e que assumia sua doença com o intuito de ajudar outras pessoas através do seu perfil no instagram @sejjesincera
Eu acompanho um ig no instagram chamado @tretadasblogueiras2, um ig de fofocas do mundo dos influencers e famosos, e foi através desse ig que o primeiro post sobre a influenciadora abandonada no altar, me despertou a curiosidade e fui conhecer o ig da moça, e logo pensei "Gente não pode ser verdade, será que é marketing?" ,afinal são tantas fakenews criadas nesse mundo digital para ficar famoso e ganhar likes que a gente desconfia mesmo . Mas, lendo os comentários me assustei com a quantidade de pessoas falando que a conhecia, e que era tudo mentira, que ela era "biscoiteira", que tinha traído o noivo...enfim uma série de ataques, eu cheguei a retirar meu pensamento de que era uma questão de marketing, e me aprofundei na sua história, assistindo seus videos nos stories, lendo seus posts ela parecia estar equilibrada, apesar de sua situação, e de lutas contra a doença. 
E é nesse ponto que eu queria chegar! Em como a depressão engana os olhos de quem não a conhece e de quem conhece também.
Eu já tive uma depressão profunda, onde tentei tirar minha vida por duas vezes, é uma luta diária mesmo, contra nossas emoções e pensamentos negativos, e mesmo assim é dificil dectar no outro essa mesma doença.
Para os outros parecemos normal, mas por dentro gritamos por socorro! Para os outros sorrimos, dizemos que estamos bem, felizes, ou que vamos superar...mas por dentro queremos apenas que a dor e as frutrações terminem de uma vez. Pensamentos como: " não faço falta pra ninguém", "não tenho amigos", "fui abandonada", "pra que continuar vivendo", "minha vida não tem sentido", "sou julgada o tempo todo", "ninguem gosta de mim", tudo que faço ta errado", entre outros, já é um alerta para dectar a doença.
Assistindo seus ultimos videos, Alinne respondeu as criticas e comentários maldosos, parecia que iria superar, estava no seu apartamento na companhia de sua mãe e a empregada, ela não estava sozinha!
Até que em  um momento onde a dor parecia insuportável, levantou-se e tirou a própria vida se jogando do 9ºandar.

Imagem Ilustrativa - fonte: Google

A noticia repercurtiu em vários sites, muitas pessoas compartilhando e lamentando a tragédia, as pessoas que tiverem um pensamento inicial como o meu, começaram a refletir, e alguns que atacaram deixando mensagens cruéis se calaram, mas outros atacaram ainda mais, com palavras cruéis.
Muitos fatores podem ter contribuído para esta tragédia: o noivo que abandonou no altar, a pressão familiar, o descaso com a depressão, a dependência da aprovação nas redes sociais e sobretudo os julgamentos e comentários cruéis dos "juízes da internet".



 Alinne tinha pouco mais de 21 mil seguidores antes da notícia de ser casar consigo mesma viralizar, e  cresceu absurdamente passando de 300 mil seguidores, até o momento deste post, após a notícia do seu suicidio.
 Isso me deixa um pouco assutada, pois ela não está mais entre nós, ela não irá mais postar videos, fotos ou textos. 
Ela não pode mais ser ajudada, mas sua história serve para repensar nossos valores e nossas atitudes.
Vamos prestar mais atenção a quem esta ao nosso lado agora, vamos ter mais empatia pelas pessoas.
Vamos tomar mais cuidado com nossos pensamentos, com nossos julgamentos, muitas vezes julgamos inconcientemente  ou fazendo "criticas construtivas", mas que não controi nada, contribuí para um final lamentável como este.
Ninguém sabe como realmente o outro esta se sentindo no momento em que a você abre a boca para criticar, julgar ou fazer piadas.
E se você que esta lendo este post, tem depressão, ou esta com pensamentos ruins, não tenha vergonha ou medo de pedir ajuda, não se isole, e se precisar me manda uma mensagem que estarei aqui pra te ajudar.


Nenhum comentário:

Sua mensagem é muito importante para mim.
Ajude a desenvolver o blog!

Tecnologia do Blogger.